08/09/2013

Irena Sendler

Shot022

Durante a 2ª Guerra Mundial, a polonesa Irena Sendler conseguiu uma autorização para trabalhar no Gueto de Varsóvia, mas a sua real intenção era retirar as crianças judias do gueto, no fundo falso da sua camionete.

> Presa e torturada

Irena já havia retirado cerca de 2.500 crianças quando, em 1943, o artifício foi descoberto e ela foi presa pela Gestapo, em Pawiak, onde sofreu torturas para delatar quem albergara as crianças. Como resistiu, foi condenada à morte por fuzilamento.

Shot023

> Corra!

No dia da execução, um soldado abriu a cela e a conduziu à parte posterior da prisão. Achando que lhe chegara a hora ela fechou os olhos. Abriu-os, atônita, quando o soldado sussurrou-lhe, “corra!”.

Apesar das dores das torturas, Irena apertou na mão o único objeto que conseguira pegar quando a Gestapo invadiu-lhe a casa,  e mantivera consigo na prisão, e correu desesperadamente.

Na penumbra ela foi segurada por dois homens: eram membros da Żegota ("Resgate") que haviam subornado os oficiais de Pawiak, para liberta-la.

> De volta ao trabalho com as crianças

Para a Gestapo, Irena havia sido executada. A Żegota providenciou-lhe nova identidade e ela passou a retirar da Polônia as crianças resgatadas do gueto. O nome e o endereço de cada uma, ela enterrara em uma garrafa, nos fundos da sua residência em Varsóvia.

Em 2006, a Academia Sueca, por pesado lobby político, preteriu Irena, uma das indicadas, e concedeu o Prêmio Nobel da Paz a Al Gore.

> O encontro com João Paulo II

Em 1979, Irena foi recebida pelo seu conterrâneo, o papa João Paulo II, e entregou a ele o objeto que apertava na mão quando fugia de Pawiak. Quando o papa abriu o presente, emocionou-se profundamente: era uma desbotada e pequena estampa de Jesus, com a inscrição “Jesus, em Vós confio”.

Shot024

3 comentários:

  1. É com pesar que comunicamos a morte de Joanele Barbalho...Genitora dos barbalhos...Que o senhor Jesus a receba em seu reino,pois sabemos que ela como cristã...esta na gloria ao lado do senhor jesus.
    Sentimentos aos barbalhos...

    ResponderExcluir
  2. Esses marginais depredadores de patrimônio pùblico, que a imprensa insiste em chamá-los de manifestantes, deveriam se inspirar nessa senhora, e ao invés de causarem prejuízo ao patrimônio público, deveriam ajudar na manuntenção de creches e hospitais de cancer

    ResponderExcluir
  3. Não nos faltam os bons exemplos; nos faltam as atitudes

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.