17/09/2013

Comentaristas refutam as respostas da AGE

Shot001

Opino que o melhor desse blog está nos comentários. Portanto, quem não os lê não sabe o que perde.

Na postagem “Auditoria Geral do Estado manifesta-se sobre o Índice de Transparência do portal do Pará”, alguns comentaristas destituíram os argumentos da AGE, ou suscitaram mais dúvidas sobre se a instituição, de fato, cumpre o seu papel.

Abaixo, uma resenha de alguns pontos ali ponderados:

1.Quanto maior for o rigor na avaliação mais o estado cai!”

2. Quando em vez de temporários passaram a usar o pessoal concursado a coisa piorou, é realmente isso?

3.Se o quadro efetivo foi criado há 7 anos, mas tem gente que possui 10 anos de casa eles antes eram funcionários fantasmas?

4. Existe um Plano de Cargos, Carreira e Remunerações. Só não dá é para promover ninguém desde 2006 por não existir critérios de promoção, coisa tipo para inglês ver?

5. Pela justa razão de que no nosso Estado a carga horária é de apenas 30 horas semanais e naqueles [outros estados] é de 40 horas. Aqui se trabalha menos, é isso mesmo, uma confissão de preguiça?

6. Se existe proposta para implementação é por que não existe nenhum plano de cargos e salários, aliás estudo/proposta sobre implementação de plano de cargos, carreira e remuneração para o servidor público existe desde a gestão do Almir Gabriel.

7. O auditor da AGE recebe retribuição pecuniária decorrente de PCCR?

8. Quanto é o valor para implementação do PCCR dos Auditores da AGE?

9. O que aconteceu para que a folha de pagamentos do Estado do Pará atingisse o limite prudencial da LRF? Não é responsabilidade da AGE assessorar o Executivo para que esse tipo de coisa não aconteça?

10. Na sua gestão [do atual auditor-geral], a folha de pagamento do Estado já foi auditada? O senhor [auditor-geral] não acha que seria uma boa oportunidade para se auditar a folha de pagamentos do Estado?

11. Recuso-me a tecer comentário ao item 05, pois a simples menção de que cargo comissionado e GTI é critério de valorização da carreira é ridículo, vergonhoso.

12. Bons salários não é garantia de independência ou honestidade, mas, no caso em tela, é garantia de profissionalização, de manutenção do servidor no cargo, pois mais de 50% dos aprovados no concurso público e nomeados para o cargo de Auditor de Finanças e Controle da AGE saiu em busca de melhores condições de trabalho e remuneração ou nem assumiram o cargo.

13. O senhor Auditor informa que tem concurso público para o cargo de Auditor programado, obviamente se depreende que o quantitativo de Auditores existentes é menor que a demanda de trabalho. Então por que existem Auditores cedidos a outros Órgãos?

14. O Auditor Geral está realmente em sintonia com o resto do Governo Jatene: vende o que não existe.”

Os pontos de 1 a 5 foram retirados de um comentário do MCB, que você pode ler aqui.

Os pontos de 6 a 13 foram retirados de um comentário anônimo, que você pode ler aqui.

O ponto 14 foi retirado de um comentário anônimo, que você pode ler aqui.

27 comentários:

  1. ISSO É IMPORTANTE PARA LEMBRAR QUEM SE ACHA IMPORTANTE!

    Parsifal

    Justiça seja feita o anonimo que postou isso deveria ser lembrado:

    Esse auditor geral me fez lembrar um antigo Ministro do governo Color, Rogério Magri( quem não Lembra?)década de 1990, quando respondeu a um repórter que questionara se o salário também seria reduzido, dizendo: "O salário do trabalhador é IMEXÍVEL, assim como esse ministro, este auditor Geral, também vai ficar conhecido por ter introduzido esta nova palavra AUDITORIAL, quem sabe eles estudaram na mesma escola. Quer dizer que a AGE além de fiscalizar ela também auditora? KKKKKKK, O Sr. Amoras realmente não precisa explicar mais nada. rsrsrsr.....já está explicado....

    Te agradeço por ter me ajudado justificando o que eu esqueci, mais uma vez obrigado!

    ((((MCB)))))

    ResponderExcluir
  2. Parsifal, o esculhambador oficial do Governo Jatene!

    ResponderExcluir
  3. Parsifal, os políticos, os governantes, precisam entender que hoje com os meios de transparência não dar mais para mentir sem provocar repercussões, por isso que alguns morrem de medo dos órgãos de controle, dizendo que os mesmos são meros paliativos.

    ResponderExcluir
  4. Parsifal, diria que nós estamos começando a promover uma revolução cultural. Claro que isso não se muda de um dia para outro. Somos Um Estado que investe menos de um picolé por cidadão, mas com campanhas publicitárias milionárias, de gastos elevados com assessores, com contração de pessoal por tempo determinado, com contratação sem licitação... Tudo isso tende a melhorar em um contexto de maior exigência de TRANSPARÊNCIA E DE CONTROLE.

    ResponderExcluir
  5. Parsifal, hoje o cidadão percebe o jogo de marketing, não suporta mais mentiras. Precisamos de discursos mais verdadeiros, sem simulação, sem dissimulação e sem manipulação de dados.

    ResponderExcluir
  6. Parsifal;

    É da natureza humana ser subserviente aos poderosos quando lhe dão uma chance de viver por algum tempo a realização de um orgulho pessoal, ainda que de forma tão imerecida sob o ponto de vista da formação intelectual, da competência profissional, dos valores morais e éticos, etc. Então estas criaturinhas se vestem com um 'exo-esqueleto' para se lhes parecer maiores do que são e com entusiasmo proferem palavras de bajulação e/ou condenação de terceiros, achando que por um ou outro motivo serão mais considerados. Deve ter sido assim desde os tempos do primeiro governo do mundo, lá pelo Egito antigo, e vem atravessando os séculos até os dias atuais. A pessoa que fez estas declarações sobre servidores concursados sabe muito bem que jamais teria condições intelectuais de passar num concurso público - o que não quer dizer que este seja um método perfeito; porém é o mais impessoal, como deve ser a administração pública.

    ResponderExcluir
  7. Parsifal, o ato que tu e a namorada do Jader tiveram ontem tem nome e sobrenome: molecagem! O pior que nem bolo voces comeram nos oito anos na Prefeitura de Ananindeua, comandados pelo Helder, o novo guru de voces que não fez absolutamente nada em oito anos no poder.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fique tranquilo. O bolo era de boa qualidade e não dá dor de barriga, como essa que você agora sente. Caso a sua gastroenterite piore, tome Floratil, de 12 e m 12 horas.

      Excluir
    2. Deputado, fiquei surpreso com a barbalhidade que o Senhor fez juntamente com outros Deputados (as). Pensei que a ALEPA fosse séria mas com esta atitude de voces, picadeiro de circo tem mais credibilidade.

      Excluir
    3. E quem lhe disse que picadeiro de circo não tem credibilidade? Ali estão profissionais que labutam tanto quanto eu ou você, e até arriscam a vida para oferecer o espetáculo. Sua comparação é tão risível quanto as peripécias dos palhaços que animam os picadeiros.
      Mas se você se surpreende assim com facilidade, deveria acompanhar, por exemplo,o Diário Oficial do Estado, e se surpreender com a farra patrocinada pelo governo com contratações de parentes da comandita aboletada no poder.
      Deveria ainda se surpreender com o número absurdo de aditivos feitos ao contrato de obras da Nova Santa Casa, que saiu de um valor inicial de R$ 63 milhões, foi deixada pelo governo anterior na oitava, e última laje, e o governo atual majorou o custo para R$ 170 milhões, extrapolando o teto permitido pela lei das licitações.
      Há muito mais coisas para você se surpreender nesse governo, do que um bolo de chocolate.

      Excluir
    4. Deputado, quem lhe passou esta informação sobre o andamento desta obra no Governo da Ana Julia, a obra estava saindo do alicerce quando ela saiu do Governo. A Ana Julia pegou pronto o Hangar, colocou a placa e inaugurou e não convidou quem fez a obra. Quer dizer que pagamos voces para voces fazerem bricadeirinhas na Alepa?

      Excluir
    5. O nobre deputado parece que aprendeu a exercer ilegalmente a medicina com o Duciomar, prescrevendo remedio aos seus clientes.

      Excluir
    6. Ninguém me contou: eu vi. A obra estava na oitava laje em dezembro de 2010.
      A Ana Júlia não convidar o Jatene para inaugurar o Hangar era um direito dela. O Jatene convidar a Ana Júlia para inaugurar a Santa Casa era um direito dele. Cada um exerce o seu direito como lhe agrada.
      Não, deputados não são pagos para fazer "brincadeirinhas": eles, como todo cidadão brasileiro, têm o direito de manifestar a sua opinião do modo que acharem melhor. A Constituição da República chama isso de liberdade de expressão, mas os que se sentem incomodados, exatamente pelo mesmo direito, podem chamar do que quiserem.

      Excluir
    7. 7.e

      O seu parecer está errado. Eu apenas sugeri um remédio. Prescrição só quem pode fazer é médico mesmo, pois é necessário, para assinar uma receita, a inscrição no CRM. Sugestão, qualquer um pode fazer. Só não deve sugerir cicuta, pois poderá ser enquadrado em indução a suicídio.

      Excluir
    8. Deputado, que tal uma consulta com o "oftalmologista" Duciomar? Só o Senhor viu esta oitava lage. Eu trabalhava lá e não vi estas oito lages construidas no Goveno da Ana Julia!

      Excluir
    9. Não só eu vi, como cerca de 12 deputados da Alepa que foram à retomada da obras, em 2001.
      Se você trabalhava lá, talvez seja aquele cego que não quer ver, ou é você que precisa de um oculista, mas não procure o Duciomar: é melhor ir atrás de um profissional mais qualificado.
      Da mesma forma, fomos à retomada das obras do Ophir Loyola, que também foi deixado na última laje e até hoje está sendo "terminado".

      Excluir
    10. trabalho perto do ophir loyola e ele está sendo "terminado" há uns 10 anos...

      Excluir
    11. Parsifal, o seu problema nao é resolvido com oftalmologista, não sei quem pode resolver este problema pois voce esta vendo coisas que os outros não veem.

      Excluir
    12. Não, e nem eu quero que resolva, pois isso não é problema e sim um dom. Há pessoas de visão no mundo e são essas pessoas que fazem a diferença, pois se sobressaem da multidão que só consegue enxergar fundações onde já há pisos.

      Excluir
  8. Parsifal, um exemplo de descaso com que o governo do Estado trata os órgãos , de controle como o MP, TCE e principalmente a AGE, está no edital do pregão eletrônico para sistema de registro de preço (SRP) de n° 125\2013, do programa presença viva, para as rotas rodoviárias e fluviais, que resultou na contratação da Empresa unhealtch logística ltda, famosa por ter integrado a chamada "máfia dos parasitas", investigada pelo MP de São Paulo.

    ResponderExcluir
  9. Parsifal, hoje a sociedade não está mais acreditando em qualquer mentira, hoje com o surgimento da internet, as pessoas são mais bem informadas, mas ainda não caiu a ficha desses gestores do passado, que acham que através da mentira e das constatações dos dados das pesquisas, simplesmente por não aceitar discordam com argumentos infundados.

    ResponderExcluir
  10. Vamos aproveitar a realização deste evento nacional CONACI, para exigimos dos governos estadual e municipal, TRANSPARÊNCIA E CONTROLE das suas ações, principalmente do programa PROPAZ do governo estadual eivados de irregularidades e com fins eleitorais, todos juntos no HANGAR dia 25|09, próxima quarta feira. (servidores estaduais, municipais, Movimento Belém Livre)

    ResponderExcluir
  11. Parsifal, os servidores da AGE, presentes ao CONACI, irão para trabalhar na organização do evento ou para aplaudir o Senhor Auditor Geral do Estado, até por que foram “valorizados” com cargos comissionados e Gratificação de tempo integral e precisam comparecer ao evento para garantir a manutenção das vantagens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. égua não acredito

      Excluir
    2. São farinha do mesmo saco. Se merecem

      Excluir
  12. Que tal uma auditoria dentro da própria AGE? Vocês vão descobrir coisas aos arrepios da lei. É ver pra crer.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.