07/09/2013

Codiname Bullrun

O “The New York Times” e o britânico “The Guardian”, publicam hoje que a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA detém tecnologia, operada por supercomputadores, capaz de quebrar qualquer chave criptográfica.

Shot013

Reportam que o Departamento de Estado dos EUA possui orçamento secreto de US$ 52 bilhões anuais para alimentar o Bullrun: programa de quebra de códigos que opera com invasão por força bruta e inteligência artificial.

> O Bullrun

Shot014

O Bullrun, mencionado nos arquivos revelados pelo ex-agente da CIA, Edward Snowden, consiste em supercomputadores com conexões espalhadas por empresas de tecnologia em todo o mundo, o que lhes potencializa o processamento.

O software encontra brechas de segurança onde instala portas pelas quais entram “espiões”. A partir da invasão, algoritmos isolam as chaves de segurança dos sistemas e os decifram como se fossem meras equações de 2° grau.

> Inteligência em estado puro

Shot012

Tecnologia virtual é inteligência em estado puro, que é uma ferramenta estarrecedora tanto para o bem quanto para o mal.

Se a NSA já avançou a esse ponto, deixando o resto do mundo para trás, não vejo outro modo de proteger as soberanias digitais nacionais senão através de redes próprias, com porta única e vigiada sistematicamente.

> Calcanhar de Aquiles

Todavia, a esperteza da NSA, uma vez descoberta, passa a ser o calcanhar de Aquiles dela mesma, pois nesse instante centenas de milhares de hackers vasculham a rede tentando encontrar as portas instaladas pelo Bullrun.

Como nos filmes do tipo, os hackers podem ser a nossa salvação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.