14/09/2013

Campanha eleitoral pelo Twitter está liberada

Em sessão da última sexta-feira (13), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que fazer propaganda eleitoral pelo Twitter não se enquadra na conduta vedada de propaganda antecipada, ou seja, está liberada, a qualquer tempo, a campanha através dessa rede social.

Shot001

A decisão, que modificou entendimento anterior do TSE, deu-se em julgamento de um recurso do deputado Rogério Marinho (PSDB-RN), que foi multado pelo TRE-RN, por postar na sua conta do Twitter mensagens de pre-campanha.

> Ação entre amigos e potenciais eleitores

Sete, dos cinco ministros, seguiram o relator, Dias Toffoli, que entendeu que as mensagens trocadas via Twitter são restritas aos usuários que aceitam participar desta específica rede, diferente de mensagens em televisão e rádio, por exemplo, que seriam veículos difusos de comunicação.

Ressalvados os meios invasivos, como é o caso dos spams, eu sou favorável à propaganda eleitoral pela internet em qualquer tempo, pois a rede é um meio amplamente democrático e barato para propagar ideias, e só acessam os sites pessoais, como blogs, por exemplo, quem assim deseja.

A diferença do rádio, televisão e jornais, é que o poder econômico nesses veículos é o que faz a diferença, portanto, propaganda neles apenas no tempo permitido e em quantidade distribuída de acordo à legislação eleitoral vigente.

2 comentários:

  1. Ué, mas por que esse espanto? Tem gente fazendo campanha pelo rádio há meses, na maior tranquilidade, na cara dura, como dizem alguns.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.