21/08/2013

Tribunal egípcio determina a libertação de Hosni Mubarak

Desde a semana passada havia rumores na imprensa europeia que a junta militar que golpeou a nascitura democracia egípcia e reinstalou a ditadura no país, pressionava o tribunal do Cairo para libertar o ex-ditador Hosni Mubarak, preso desde a sua deposição em fevereiro de 2011.

> Em 48 horas

Hoje pela manhã (21), os rumores se fizeram fato: o tribunal do Cairo ordenou a libertação do ex-ditador. Anuncia a imprensa médio oriental, que a determinação judicial deverá se efetivar em um prazo de até 48 horas.

Shot002

> Tudo em vão

Com a libertação de Mubarak, os esforços populares para derrubá-lo e instalar a democracia no país, podem ter sido em vão, pois embora ele não deva retornar ao comando formal da ditadura instalada pela junta militar, deverá manobrar das sombras os rumos dos ventos, pois isso será crucial para permanecer livre.

> Surrealismo

Por ironia, o anúncio da libertação do ex-ditador coincide com a prisão, no mesmo presídio (Tora), dos principais dirigentes da Irmandade Muçulmana, por quem eu não nutro a menor simpatia, mas que venceram as primeiras eleições democráticas no Egito em mais de 30 anos.

> Bela e frágil

É o que eu sempre digo: a democracia é o mais belo exercício da inteligência política humana, todavia, é a mais delicada e frágil criação dessa mesma inteligência, porque enquanto a sociedade quer exerce-la em toda a sua plenitude, o indivíduo conspira, diuturnamente, para solapa-la.

3 comentários:

  1. UM DITADO QUE NÃO FOI DITADO TRÁS O DITATOR


    Caro Parsifal

    Existe um ditado que deveria ter sido lembrado quando o poder chegou através do voto a Irmandade Mulçumana “ Quem nunca comeu meu quando come se lambuza”!

    Sair de um regime cuja tendência maior era a militar deveria ter servido de alerta para o novo comando de que mudar para um estado onde as leis seriam meras adaptações do Alcorão deveria ser feito em conta gotas e não como um tsunami, certas liberdades cuja maior delas era um dialogo permanente com Israel não deveriam sofre uma descontinuidade imediata, isso poderia ser a chave do sucesso para um acordo entre árabes e israelenses tanto quanto gerar o comprimento do mandato de Mouhamed Mursi na integra, porem achando que sob a proteção fornecida por Alá poderia fazer tudo o eleito que queria usar o Alcorão foi parar na prisão de Tora, lá sob um acento deverá refletir sobre o poder de Torá !

    O ocidente que esperava ver como se comportaria uma democracia no Egito para tomar uma decisão sobre outros fatos no oriente leia-se Siria inclusive tendo argumentos para convencer os contrários tipo Rússia não deve ter achado tão ruim a decisão da corte egípcia que autorizou Hosni Mubarak cumprir sua pena em prisão domiciliar, como você mesmo colocou, ele será um ótimo conselheiro ocidental quando consultado por que tem hoje o poder de mando.

    Já havia uma expectativa sobre isso ocorrer dado que após terem suas respectivas acusações por corrupção dadas como prescritas seus filhos Gamal e Alaa trataram de se movimentar no tabuleiro contatando os confiáveis com poder dentro e fora das fronteiras do Egito no sentido de instalar confortavelmente seu aposentado pai na sua Mansão em Sharm el-Sheikh olhando o Mar Vermelho a cor de sangue!

    Eu particularmente acho que Israel e Síria sabiam antecipadamente a data que isso ocorreria ou Israel não teria autorizado a construção de mais 900 habitações na área reivindicada pelos palestinos nem o ditador sírio teria peito de usar arma de destruição em massa!

    Resta agora fazer um somatório das futuras ações resultante da mobilidade adquirida por Hosni e isso inclui até uma postura mais radical do Irã para que possamos avaliar se existe uma possibilidade real da democracia plena se concretizar como forma de governo no oriente ou se guerras de correntes religiosas terão competência para exercer o poder no seu modo de ver como o mundo deve ser temendo as leis de Alá.

    Mubarak com a idade acima da casa das oito décadas ainda será julgado se não morrer antes no mínimo mais quatro vezes, uma por crime de morte e três por corrupção, isso nada acarretara a não ser que ele seja mantido na condição de réu ou alguém idoso no Egito já com uma perpetua nas costas pode pagar mais alguma coisa em um julgamento com júri composto exclusivamente por seu próprio povo e não por autoridades americanas e observadores internacionais como foi Saddam ?

    Esses levantes no oriente deveriam se espelhar na historia da revolução francesa, o rei deposto foi decapitado e os bens religiosos confiscados, hoje na Líbia e no Iraque não existe estabilidade dado que a religião não foi punida, mas seu ditadores também não voltaram a influenciar em nada, o que falta para serem instaladas as democracias no oriente de forma definitivas são dois períodos de transição , o período do trio Robespierre, Danton e Marat e o de Napoleão contudo isso demanda um tempo!



    Um caracol ao atravessar a estrada foi atropelado por uma tartaruga.
    Quando acordou na urgência do hospital perguntaram-lhe o que é que lhe tinha acontecido:
    - Como é que quer que eu saiba?!?!? Foi tudo tão depressa!!!!!

    ((((MCB))))



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, meu caro MCB, eu "avisei" aqui do blog à Irmandade Muçulmana que não daria certo transformar o Corão em Constituição em um democracia: isso só é possível em ditaduras.

      Excluir
  2. Reginaldo Ramos22/08/2013 11:42

    Isso é para acabarmos com qualquer presunção de que sejamos (os humanos) superiores e melhores que qualquer outra espécie.

    Provavelmente as formigas, as manadas de elefantes, etc., devem ter chegado a conclusão tão imbecil quanto a nossa: de que são eles os melhores. Devem achar os humanos o cúmulo da irracionalidade.

    Espero que algum elefante, como eu, deponha contra suas certezas!

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.