05/08/2013

Só mudou a companhia aérea

Shot003

Confesso que eu também, assim como o governador, não confio na qualidade dos serviços prestados pelos hospitais públicos do Pará.

Antes havia aquela irreverência de dizer que o melhor hospital do Pará era um avião da Varig para São Paulo.

Hoje em dia, já que a saudosa Varig se foi, mudou apenas a companhia aérea.

28 comentários:

  1. e tu deputado nao tens vergonha de a mais de 30 anos participando da politica deste estado junto com o barbalho,jatene ana julia,tudo mais! e ainda se confessar naõ confiar naquilo que oferece ao povo,dorme com um barulho deste.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, eu não tenho, e jamais terei vergonha de dizer o que penso e assinar em baixo. Nunca fui governador de Estado para opinar sobre a administração da saúde estadual e sempre, desde há 30 anos, critico o sistema de saúde pública em todos os níveis. Eu não durmo com o barulho: eu faço o barulho.

      Excluir
  2. Célio Ramos05/08/2013 14:37

    Deputado, desculpe a interferência , mas em Belém , temos (ainda ) bons e ótimos profissionais , mas o que não funciona é a saúde pública , essa sim ,sucateada e cada vez mais roubada . No hosp. Ofir Loyola existe um apartamento a disposição do sr governador . Por que ele não usa ? Tem medo ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há de que desculpar. Sei que a saúde pública do Pará tem ótimos profissionais. O problema crônico é na estrutura mesmo. Não creio que isso se resolva enquanto os profissionais de saúde não forem considerados quadros de carreira do Estado e o Estado continuar com parcos investimentos perto que, de fato, necessita.

      Excluir
  3. Parsifal, se voce tiver dinheiro para custear qualquer tratamento voce não vai nem para S. Paulo voce iria para EEUU. Se voce tiver condições voce não anda de Fiat Uno e sim de um Mercedes. Agora voce acha defeito em tudo do Jatene, isto é trairagem pura de voce e do PMDB pois quando voces mamavam com estes milhares de cargos de DAS voces diziam que o Jatene era o cara.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A primeira pergunta:
      1. Você sabe ler?
      2. Se respondeu sim à pergunta 1: Você leu a postagem?
      3. Se respondeu sim à pergunta 2: Você entendeu o que leu?

      Motivo das 3 perguntas: Eu estou concordando com o Jatene em ele ir se tratar em São Paulo, nos EUA e se tiver tratamento em outro planeta também.

      Por que? Porque eu faço o mesmo.

      A propósito: você tem um ideia equivocada do governador Jatene, pois um governador que dá "milhares" de DAS a qualquer partido para receber apoio, além de ser um escroque irresponsável com o Estado que governa, comete crime de improbidade administrativa por desvio de finalidade contábil, e eu não creio que o Jatene seja um escroque fisiologista e nem um criminoso.
      Mas se você acha isso, e se você tem insisitdo nisso é porque tem certeza da irresponsabilidade e do crime do governador, acho melhor denunciar ao MP e pedir providências, pois aí você mata dois coelhos com um só cajado: o Jatene que cometeu o crime de corrupção ativa, comprando apoio com DAS e os que receberam os DAS, por corrupção passiva por terem aceitado.
      Caso você precise de um advogado para entrar com a representação eu lhe cedo um.

      Excluir
    2. Francisco Márcio05/08/2013 20:25

      Voltei ao labor.
      Deputado, estou enganado ou seu humor e paciência diminuíram? Tenho notado suas respostas com uma acidez inabitual.

      Será que os poucos dias de distancia do Poder Estadual ( no federal, ainda estão com a bola toda.) abalaram sua psique?

      Se esta arrependido, nao se faça de rogado, peça perdão, vai que o Governador aceite.

      Excluir
    3. Seja bem-vindo de volta.
      O humor e a paciência continuam os mesmos. O que aumentou foi a tentativa dos "anônimos" que compõem a brigada tucana de me pegar na dobra da esquina e a resposta vem em tom maior que é para poder demarcar o território: isso faz parte do show, pois oposição não se faz com chá de erva cidreira.
      Em política não existe "pedido de perdão". O apagador do giz do quadro funciona imediatamente na hora em que os adversários de ontem têm um inimigo comum hoje: aí eles se tornam os mais fieis aliados, esquecendo todas as desavenças de uma hora atrás. Mais ou menos assim como qualquer pessoa faz no Natal, com relação às brigas de depois da Páscoa. Se for discutir a relação do passado não haverá futuro, por isso Lincoln disse que os corações dos políticos são verdadeiros cemitérios de dissensões.

      Excluir
  4. Nobre Deputado,
    Pois é, e como fica o médico para todos ? Quer dizer que na verdade faltam mesmo é hospitais (infraestrutura).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já tratei disso aqui. Não sou contra o que deseja o programa médico para todos, que é interiorizar a saúde, mas para isso não basta apenas contratar médicos pois esses chegarão aos locais destinados e só lhes restará passar receitas e nada mais poderão fazer.
      Um programa sério faria o que foi feito para a Copa, por exemplo: construção urgente de estruturas físicas de saúde pública e um sistema de logística inteligente nesses centros.
      Em três anos o Brasil está fazendo, a um custo de R$ 30 bilhões, suntuosos estádios. Com o mesmo valor, e no mesmo tempo, o governo construiria centros de saúde nos locais carentes e transformaria os profissionais de saúde em carreira de Estado. Isso seria um ótimo começo. Mas fazer como está fazendo não é um começo e nem um fim: é apenas um plano desesperado de governo.

      Excluir
  5. Não sejamos injustos com o nosso Governador, pois quando foi para tirar o anzol do olho o destino foi Goiânia e não São Paulo.

    ResponderExcluir
  6. Dr. Parsifal, veja no blog sol do carajas, o que fez o MP, de Santa Catarina com Pazinatto, o mesmo que recebeu 42. mi de 200. mi de um contrato de Parauapebas. foi anulado e vai ter que ressarcir o que recebeu da prefeitura de lá, com juros e correções. E o MP. do Pará, vai se manifestar pelo menos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amanhã a Alepa retorna e farei o ofício ao MP.

      Excluir
  7. Se o tratamento for pago com o dinheiro ganho de forma honesta, pode ir tratar onde quiser. Nao ha o que se questionar. Mas lembrando que a princesa Kate teve o filho na maternidade publica da Inglaterra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora me deu medo, querer comparar a saude publica da Inglaterra com o Brasil é o mesmo que chamar alguns politicos de honesto.

      Excluir
    2. Não, é pior. Embora seja a regra a desonestidade na política no ethos da nação, é possível encontrar um político honesto no Brasil, mas jamais se encontrará um serviço de saúde pública no Brasil que possa ser comparada à saúde pública na Inglaterra.
      Mas temos que dar um desconto ao nosso favor: a Inglaterra é do tamanho da Ilha do Marajó, com menos da metade da população do Brasil (60 milhões de habitantes), uma renda per capita de US$ 38 mil, IDH de 0,94 (o sexto do mundo) e um PIB de US$ 3 trilhões.

      Excluir
    3. 18:50;

      Não acho defeito em comparar os nossos serviços públicos com o que existe no primeiro mundo. Acho até muito bom como ponto de partida para várias reflexões.

      Nos serviços de saúde pública deste estado, tanto a atenção básica como a média-alta coomplexidade são tripuladas por criaturas embebidas de vícios políticos e administrativos que não dão o menor sinal de mudança ao longo dos anos: nepotismo, empreguismo político, superioridade dos medíocres sobre os que conhecem bem o trabalho, falta de respeito a seleção por concurso público, superfaturamento criminoso de obras e serviços contratados, falta de objetividade técnica (é muito comum serviços serem descontinuados por uma miríade de expedientes), propaganda falaciosa com dinheiro público, ausência de auditoria independente, etc.

      Apenas para citar um único exemplo: uma mulher passou por atendimento na atenção básica, foi encaminhada para diagnósticos num terceirizado, fez todo o pré-natal e após o ato cirúrgico da cesariana, é que foram constatar que ela não tinha bebê dentro do útero. Já pensou se sua majestade a rainha da Inglaterra descobre que o futuro rei não passou de um "chute"? Como reagiria a família real se soubesse que a plebéia que o príncipe supostamente engravidou tivesse sido vítima de um embuste coletivo de toda uma cadeia de processos? O que diria o William, pai da criança que não existiu, após ter juntado numa pasta um monte de documentação médica (tudo pago com o dinheiro dos contribuintes): consultas, exames, ultrasonografia, encaminhamentos, mais exames, receitas, novas consultas, ... até a cesariana e a internação na maternidade, para levar no colo um papel explicando que a mulher dele teve uma "gravidez psíquica".

      É como diz o macaco Simão: "esse é o país da piada pronta".

      Uma vez fui a um otorrino pilantra (altamente social e que já ocupou importante cargo público), e ele me disse que iria mostrar o meu ... câncer de laringe... mas algo saiu imprevisto... o DVD do câncer estava corrompido... ele remexeu a gaveta... finalmente encontrou outro DVD e exibiu no vídeo. A mancada foi tanta, mas ele não perdeu o passo e até me encaminhou para os exames pré-operatórios (bem guardadinho até hoje). Desconfiado, no dia seguinte procurei outro oto... que fez o mesmo procedimento e... cadê o câncer?

      Cabe a cada um dos cidadãos fazer rigorosa fiscalização do trabalho do governo e não perdoar político ruim na hora da eleição.

      Excluir
  8. Deputado, que tal o senhor sair da inercia na saude publica do estado e ser o novo secretario de saude da prefeitura de Marituba.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A saúde pública de Marituba, como de todo o Estado do Pará, está intrinsecamente ligada à saúde pública do Estado. Aliás, se você tiver disposição e paciência para lidar com número e ler tabelas analiticamente, o relatório do PNUD que declarou o IDH-M do Brasil, recentemente publicado, relata que, ao contrário do que o governador e o secretário de Saúde alegam, os sistemas de saúde básica (obrigação do município)foram os responsáveis pelo crescimento dos índices municipais (a diminuição da mortalidade infantil, por exemplo), mas quando esses números são rebatidos para o conjunto do Estado, o sistema intermediário e específico (hospitais regionais e media e alta complexidade) que é obrigação do Estado, derruba o índice fazendo com que o Pará tenha caído da 17a para a 24a posição. Abaixo de nós somente Alagoas e Piauí.

      Excluir
    2. É Deputado se o Dr. Helio Gueiros ainda fosse vivo certamente
      ele lhe convidaria para resolver este problema, como fez com um entrevistador que sabia tudo de segurança publica mas não aceitou o convite. Ser oposição é um prato cheio!

      Excluir
    3. Isso é um diversionismo que só cai bem em gaiatos juramentados como era o saudoso Hélio Gueiros, ou seja, só serve para chacota e para fugir da verdadeira discussão da questão.
      Mas, acredite, meu caro: se "ser oposição é um prato cheio", ser situação é o paraíso elevado à enésima potencia. Não pense que eu sai, por dois governos seguidos, da situação, onde só se come Paillard de filé, e cortadinho, para a oposição, onde tem racionamento de água e pão, porque eu adoro água e pão: sai porque não tolero hipocrisias, arrivismos, ataques de estadismos, falsa moralidade e principalmente, porque não bajulo o rei e nem os áulicos.
      Como eu já disse aqui, eu pulo no abismo e vou me agarrando pelos arbustos até o chão, mas não bajulo.

      Excluir
    4. Deputado, fala sério, voces sairam porque trairaram o Jatene!

      Excluir
    5. O PMDB não trai, meu caro: bate de frente em que se mete na frente.

      Excluir
  9. Agora o ausente Prefeito de Belém seus malucos e incompetentes assessores, ao invés de ampliar e dar fluidez na BR 316, acabaram de estrangular a via e matar de raiva, principalmente, os usuários dos imundos onibus. O Entorno do entroncamento é uma balburdia total. O que vemos ali são operários do BRT que nem tatu revirando aterro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. infelismente qualquer obra do mundo gera problemas enquanto estão sendo tocadas...só nos resta torcer para que sejam efetuadas com a maior brevidade possível...

      Excluir
  10. parsifal fica de olho no projeto do governo sobre convocação voluntária de PMS na reserva, eles querem criar um contigente de apoio em 2014...a oposiçõ tem que tá atenta...

    ResponderExcluir
  11. Deputado e anônimo das 21:48
    O Simão Lorota no início de 2009 escreveu em um jornal marrom a avaliação do Governo do PT, ali começava a campanha para 2010. Falando especificamente na Segurança Pública até o presente momento o desgoverno não conseguiu se quer entregar um policial para os paraenses e olha que já se vão 3 anos, lembrando que em 2014 o quadro da Polícia Civil estará reduzido em 50% do que é hoje. Isso sem falar da "competência" do Secretário de INSEGURANÇA que está perdido com suas estatísticas loroteiras que aprendeu na Argentina. Que chegue 2014!

    ResponderExcluir
  12. Um governo fraco, que não tem plano de segurança, mantém contrato com um empresa inidônea pra terceirizar sua frota, nutre a antipatia de sua tropa, não dialoga com os representantes de associações e sindicato dos policiais. Sucateia a corporação e o resultado são policiais estressados, temerosos, assaltados e mortoss por criminosos.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.