02/08/2013

Organizações Sociais e consultorias

Shot008

Enquanto as OSs faturam 300 milhões, os poucos hospitais regionais que sobraram à administração direta travam uma briga de foice no escuro para arrebatar minguados repasses. Isso tudo para o estado demonstrar que as OSs são do bem e a administração direta é do mal.

Como dizia o meu pai, “com muito dinheiro no bolso até homem mofino vira valente”.

> Consultorias

Desde que eu, há 30 anos, cometi-me à vida política, ouço e vejo, todos os anos, alguma consultoria ser contratada, sem licitação e por milhões, para consultar um estado doente.

Pelo visto, essas consultorias, que já levaram dezenas de milhões do Pará, são ruins demais, ou os governantes são péssimos e não fazem o que elas orientam.

O governo do Pará deveria contratar o Antonio Palocci e o Fernando Pimentel: eles são os melhores consultores do Brasil.

Shot005

14 comentários:

  1. Salvo engano, ano passado a Alepa contratou uma consultoria tambem deputado e o senhor nada fez. Alias foi ate conivente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não me meta nisso. Nunca fiz parte da administração da Alepa. Aliás, estou como o Lula nessa consultoria da Alepa: não sei de nada.

      Excluir
  2. Wilson - Tucuruí02/08/2013 15:06

    Antonio Palocci e o Fernando Pimentel são os melhores consultores do Brasil? Apesar de bem mais caro, acho melhor contratar o Lula que é o grande guru consultor dos dois acima citados.

    ResponderExcluir
  3. Deputado, o senhor que é frequntador assiduo de jantares politicos, conte-nos as novidades, articulacoes etc para as proximas eleicoes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não está ha hora. Na hora certa eu conto.

      Excluir
  4. Parsifal, se existe mesmo esta barbalhidade, voce tambem é conivente pois voces do PMDB até pouco tempo tinham cargos neste Governo. Quem mudou voce ou o Governo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, o governo. Eu continuo no mesmo endereço. Procure no blog e eu já denunciava esses conluio das OSs desde o governo da Ana Júlia.

      Excluir
  5. Dep Parsifal,
    Só mais uma informação: todo o trabalho que a consultoria foi contratada para fazer (e vai receber por isso)....quem está fazendo são os técnicos da SESPA....de todas as Divisões e Departamentos (que não recebem nem as diárias antes das viagens e sim uns 2 meses depois).

    ResponderExcluir
  6. Parsifal;

    A Santa Casa no governo Simão Jatene:

    De uma vez por todas está sendo demonstrado o desaprêço do governador Simão Jatene pelo funcionalismo público estadual, notadamente aqueles que servem nas áreas de saúde e educação. Isso pode ser facilmente constatado pela assimetria de distribuição de verbas e privilégios entre as OSs (empresas privadas contratadas pelo governo para administrar os hospitais regionais) e os hospitais públicos do governo, entre estes a Santa Casa.

    Jatene transformou a Santa Casa num canteiro de obras onde atuam várias empresas e um grande número de contratados. Milhões de reais estão sendo gastos com empresas prestadoras de serviços. Só geradores de energia elétrica são 5 em construção. Na lógica do economista governante, prudência e responsabilidade na administração do dinheiro público só existe para aplicar no corte dos plantões e das horas-extras dos servidores, na comida dos servidores, no material de descanso e higiene dos servidores.

    O corte de despesas atingiu a refeição servida aos servidores que cumprem tempo integral, cujo prato mais frequente passou a ser a soja mais barata do mercado; o copo de suco (150ml) deixou de ser servido, a fruta idem, carne bovina de primeira só 1 vez na semana. O PF que pesava em torno de 350 g, agora raramente ultrapassa 280 g. Outra modificação do cardápio foi a massa congelada de carne de frango, com o mínimo de tempêro e nada agradável ao paladar menos exigente, geralmente acompanhado de 3 a 5 grãos de milho em conserva, o que chamam de "salpicão".

    Gerentes de setores são a todo tempo convocados para reuniões e instruídos a cobrararem mais empenho dos servidores, como se fosse possível dobrar a carga de trabalho, apenas para provar que o governador está certo quando determinou o corte dos plantões e das horas-extra. Os servidores que antes recebiam elogios e vantagens, agora só recebem reprovações dos chefes, e estão sendo coagidos a produzir provas contra os próprios direitos. Tudo isso para sobrar dinheiro, que depois será generosamente distribuído pelas OSs.

    Quando o governador faz propaganda de vultuosos investimento na saúde pública - e inclui a Nova Santa Casa, acho que ele está seguindo aquele conceitual cínico para quem "se eu tenho 2 galinhas e o meu vizinho não tem nenhuma, é correto dizer que a produção média é de uma galinha para cada um".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou fazer referência do seu comentário no frontpage.

      Excluir
  7. Já que o assunto é a privataria, o DETRAN, desde o primeiro governo do jatene, privatizou a sua área de exames médicos e psicológicos para obtenção da Habilitação. Do início do contrato até hoje, esse setor é monopolizado por uma única empresa chamada CLIMEPT. E o que causa surpresa é que após cinco anos reinando absoluto, repassando apenas cerca de 10% de seus lucros para a generosa autarquia e funcionando nas dependências dos DETRAN ( os alugueis, conta de água e energia dos prédios são pagos pelo DETRAN), novamente foi contratada com dispensa de licitação pela bagatela de 19 milhões. Ou seja, além de entregar uma área estratégica de segurança pública que é de responsabilidade do estado, pois lida com a segurança do trânsito, ainda repassa recurso público para uma empresa que além de exercer monopólio, ainda lucra duas vezes. O outro lado as moeda é o precário serviço prestado, quando constatamos as deficiências na qualidade dos condutores de veículos e o grau de violência em que se encontra o trânsito no estado do Pará. Pois, quais são os critérios utilizados para seleção dos profissionais que atuam nessa empresa, já que sequer há uma área de acompanhamento ou auditoria da autarquia nesse setor? Há algum mecanismo de avaliação nas prestações de seus serviços? Por força dos interesses comerciais que se sobrepõe à política de estado e social, ainda tem a possibilidade do desgraçado tráfico de influência na relação temerária entre as direções do DETRAN e CLIMEPT. Com a palavra: MPE, Imprensa e Justiça...

    ResponderExcluir
  8. Deputado, saberia responder por que quando pagamos o IPVA, que é um imposto estadual, que deveria ser recolhido como um tributo, tal como uma GRU do governo federal, ao contrário, depositamos em uma conta de títulos do Banpará?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato o IPVA é recolhido através de uma GRE (Guia de Recolhimento Estadual). A face da guia é um título que pode ser pago em qualquer agência bancária antes do vencimento, mas todo recolhimento é compensado à conta do imposto no Banpará. O título é apenas a interface do recolhimento.

      Excluir
  9. Enquanto a SEDUC está pegando fogo com o relatório da CGU sobre desvios de recursos da educação desde 2011, a LADY KATE, mentora em grande maioria dessas falcatruas, esta em Paris com seu Nilsinho, retornando da Noruega, Finlândia....

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.