21/08/2013

Não é Tegucigalpa

O Pronto Socorro Municipal de Belém é palco das mais bizarras ocorrências que desvelam os desmazelo com a saúde pública, gargalo de todo o Brasil.

Shot001

Mas ontem (20) a incapacidade gerencial da saúde no município sangrou, literalmente, para a rua, flagrada pela publicitária Mayra Araújo, que tomou a foto acima.

De dentro de um ônibus, Mayra fotografou um servidor lavando as macas do pronto atendimento no pátio do Pronto Socorro. A água, misturada ao sangue dos pacientes, esparramava-se na calçada e os transeuntes tinham que fazer malabarismo para não mergulhar os pés no esquisito jorro.

Mayra narra ainda que nas imediações do Pronto Socorro, é jogado o lixo hospitalar de forma totalmente inadequada: "é comum se ver seringas, luvas entre outras coisas jogadas pela calçada”.

A Secretaria Municipal de Saúde transferiu a responsabilidade à empresa terceirizada e declarou que “exigiu a demissão do funcionário que não seguiu a orientação para a limpeza de equipamentos”.

A terceirização do serviço público não transfere a responsabilidade político-administrativa do prestador original, no caso a Prefeitura de Belém.

7 comentários:

  1. No IG.com.

    Pará

    Outra definição acertada no encontro foi a de que o PT apoiará a candidatura ao governo do Pará do filho do senador Jader Barbalho (PMDB), Helder Barbalho. Ele é ex-prefeito da segunda maior cidade do Pará, Ananindeua.

    A costura entre os dois partidos deixa a vaga para concorrer ao Senado nas mãos do deputado Paulo Rocha (PT), absolvido no processo que investigou o mensalão. A avaliação dos petistas é de que o deputado Cláudio Puty, que havia manifestado sua intenção de disputar o governo, não tem maioria dentro da legenda.

    O apoio a Helder Barbalho, anunciado na reunião por Rui Falcão, já havia sido sinalizado aos petistas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

    Melhor noticia ,impossivel...Tchau simão lorota...Tucanalha nunca mais no Pará.

    ResponderExcluir
  2. que moral tem então esta PMB/semma para autuar depois um estabelecimento comercial? certo seria ao menos a semma multar a PMB exemplarmente e esta repassar ao terceirizado o ônus da multa.

    ResponderExcluir
  3. O Conversa Afiada entrevistou nessa quarta-feira (31), por telefone, o juiz da comarca de Currais Novos (RN), Marcus Vinícius Pereira Jr., de 32 anos.

    O juiz da pequena comarca de Currais Novos, que fica a 200 quilômetros de Natal, decidiu ontem bloquear todos os recursos do Estado do Rio Grande do Norte destinados à propaganda institucional.

    O dinheiro será transferido para a Saúde pública.

    A decisão se deu em uma ação de uma senhora que processava o Estado para obrigá-lo a realizar um procedimento cirúrgico fundamental no tratamento do câncer.

    Segundo o juiz Marcus Vinícius, existem mais de 40 processos do mesmo tipo na comarca de Currais Novos que, segundo ele, vive um colapso na saúde.

    Na sentença, baseado em números do Tribunal de Contas do Estado, o juiz constatou que, no ano de 2011, o Estado do Rio Grande do Norte gastou 11 milhões de reais em Saúde, enquanto destinou 16 milhões em propaganda institucional.

    Por força da decisão, as empresas: InterTV Cabugi, TV Ponta Negra, TV Bandeirantes Natal, TV Tropical, TV União, TV Universitária, Sidys TV a Cabo, Jornal Tribuna do Norte, Rádios (96, 98, 104,7 e Cabugi3) já pararam de receber os recursos do Estado.

    Para se ter uma ideia dos interesses que o juiz Marcus Vinícius enfrentou, a Inter TV Cabugi; o jornal Tribuna do Norte; e a rádio Cabugi3, são ligados à família Alves do Presidente da Câmara, Henrique Alves, e do Ministro da Previdência, senador Garibaldi Alves (PMDB). O grupo, TV e rádio, é afiliado às Organizações Globo.

    A TV Tropical, afiliada da Rede Record, pertence à família Maia, do senador Agripino Maia (DEM).

    A terceira família que manda na política e nas comunicações do estado do Rio Grande do Norte é a família Rosado, da governadora Rosalba Ciarlini Rosado (DEM), que aliás, o Juiz Marcus Vinícius intimou a depor no processo.

    A família Rosado é dona do Rede Potiguar de Comunicação.

    Dos dez parlamentares eleitos pelo estado do Rio Grande do Norte em 2010, oito deputados federais e dois senadores, sete tem um dos sobrenomes: Maia, Alves ou Rosado.

    ResponderExcluir
  4. Quando eu cursava Ciências Sociais na UNAMA, tinha o maior cuidado quando passava por ali. até respirar ficava complicado. E olha que me formei em 2.000.

    ResponderExcluir
  5. Essa fraude chamada Zenaldo tá mais fraca que caldo de peteca. Uma pena!
    O Prefeito Zé Nada agora resolveu reasfaltar as ruas em volta da praça Batista Campos, que tinham plenas condições de tráfego. Enquanto isso, as ruas do suburbio estão só mato, lixo e lama. Coitados de nós.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro anônimo, ZENALDO administra pra elite,esse governo vai superar a do Edmilson e DUDU, no quesito DITATORIAL E Governamental ( corrupção e outros... ).

      Excluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.