22/04/2010

Vaias e apitos

apitos

Ontem pela manhã, em solenidade da Policia Militar na Aldeia Cabana, a governadora sofreu um constrangimento que já se torna marca registrada das suas aparições publicas.

 

No momento do seu discurso Ana Júlia foi recepcionada com vaias e apitos pelos populares e familiares dos policiais que estavam nas arquibancadas.

34 comentários:

  1. No governo que cuida das pessoas, ano passado + ou - 30 PMs foram assassinados em serviço ou nos bicos que somos obrigados a tirar por causa dos baixos salários. O SD, o CB e o SGT carregam a PM nas costas, são os operários. Enquanto isso os que ganham bem são os Oficiais que só ficam nos gabintes ou dentro das viaturas. Se Jader vier ao governo, o nosso voto é dele, se ele apoiar a Ana Judas, nosso voto será do Jatene, temos que tirar o PT do poder no Pará.

    ResponderExcluir
  2. Deputado.

    Do jeito que a coisa vai, a revolta do povo vai ser maior se o Jader decidir apoiar a Ana Julia. Vai ser arriscado para o Jader e é capaz do povo eleger o Abdon para o Senado, mas não votar no Jader se ele decidir apoiar a Ana Julia vaiada todos os dias

    Joel Moreira

    ResponderExcluir
  3. Viver honestamente; a ninguém prejudicar; dar a cada um o que é seu. Se nos aprofundarmos bem no sentido desse princípio, se o entendermos às suas últimas conseqüências em todos os ramos da atividade humana, na ordem política, econômica, jurídica, moral, social - compreenderemos que ele exprime a própria essência do pensamento democrático, o ideal permanente da verdadeira democracia.

    Da mesma forma como ocorre com os policiais da Polícia Militar e com os Delegados da Polícia Civil, os Servidores da Assembléia Legislativa foram traídos e vivem a experiência do sofrimento da frustração de suas esperanças no prometido PCCS do Poder Legislativo.

    Esse compromisso,essa expectativa, foram gerados pelo atual Presidente do Poder, o peemedebista DOMINGOS JUVENIL, que nos levou à convicção de que nossa auto-estima seria resgatada, consagrada e afirmada com a justa expansão dos nossos direitos e com o iniludível respeito à necessidade de implementar a motivação de todos e de cada um em particular, com a responsabilidade da valorização correspondente ao reconhecimento de que a grandeza e a significação histórica do Poder Legislativo dependem da felicidade e da prosperidade dos que nele trabalham: Deputados e Servidores. TUDO FANTASIA! TUDO ILUSÃO! FOMOS ENGANADOS! Aí o PT aqui o PMDB.

    ResponderExcluir
  4. Que se espera se não vaias para um Governo de publicidade. Em 40 meses as duas grandes obras deste desGoverno foram a inauguração das panelas do Hangar e a mudança de direção do estacionamento da Estação das Docas esta inclusive descoberta pelo Priante. É muito pouco para um Governo que diz que cuida das pessoas

    ResponderExcluir
  5. Esse deve ser o sentimento não só dos PM's, mas também dos professores que ajudaram e muito a eleição de Ana Júlia, e olha no que deu.
    Bem, o recado está dado. Não basta apenas fechar as alianças e dizer que já está ganho, tem de combinar com o eleitor.

    ResponderExcluir
  6. DEPUTADO ESTOU COLOCANDO AS LETRAS EM CAIXA ALTA PARA VC VER A INSATISFAÇÃO QUE HOJE TOMA CONTA DA POLÍCIA MILITAR DEVIDO A ESSE DESGOVERNO QUE HOJE ESTÁ INSTALADO NO ESTADO, POR FAVOR DIGA AO DR. JADER QUE ATÉ HOJE ELE É LEMBRADO NA PM, E PARA ELE VIR PRO GOVERNO QUE O NOSSO VOTO E DOS NOSSOS FAMILIARES SERÃO DELE, CASO CONTRÁRIO NINGUÉM VOTARÁ NA ANA JUDAS E CASO ELE NÃO VENHA OS VOTOS SERÃO DO JATENE QUE TAMBÉM FEZ ALGUMA COISA PELO SALÁRIO DOS PMS.

    ResponderExcluir
  7. Indio do Xingu
    Parcifal entre os nomeados está o Marcelo Silva conhecido em Altamira como Marcelo do PT, o rapaz anda sempre com uma boina e camisa do che, e um revolucionário fora de moda, assessor na alepa do deputado Faleiro, perdeu a boquinha e agora foi contratado pelo Governo do Estado, detalhe o Marcelo apesar das declarações da governadora que apoia Belo Monte o seu aspone é militante radical da causa anti belo monte.

    ResponderExcluir
  8. Indio do Xingu
    O nome do aspone Marcelo Souza Dias

    ResponderExcluir
  9. MAIS VAIaS EM ANA JÚLIA
    www.oparaense.com.br
    Está virando rotina..
    A governadora Ana Júlia Carepa (PT) recebeu, ontem, uma nova vaia de manifestantes que, na Aldeia Amazônica, prestigiavam a a solenidade da Polícia Militar em que foi entregue a Medalha do Mérito Tiradentes.
    Vejam bem: Ana Júlia foi vaiada em solenidade de entrega de medalhas comemorativas ao Dia de Tiradentes, patrono da PM.
    As vaias ganharam registro no blog do líder do PMDB na Assembléia Legislativa, deputado Parcifal Pontes: "Ontem pela manhã, em solenidade da Policia Militar na Aldeia Cabana, a governadora sofreu um constrangimento que já se torna marca registrada das suas aparições publicas. No momento do seu discurso Ana Júlia foi recepcionada com vaias e apitos pelos populares e familiares dos policiais que estavam nas arquibancadas". (http://www.parsifal.org/)
    E parece que não adiantou a governadora Ana Júlia, na condição de "Comandante-em-Chefe da Polícia Militar", como registra a Agência Pará, ter anunciado promoções dos integrantes da tropa na carreira militar. Foi vaiada assim mesmo. Anunciou ainda outras supostas regalias para a PM.
    Dentre elas, o envio de Projeto de Lei para a Assembléia Legislativa do Pará para instituir uma gratificação para policiais civis e militares pela apreensão de armas. Justifica a Agência Pará (www.pa.gov.br): "Para Ana Júlia, com esse estímulo, o governo tira das ruas uma das maiores fontes de violência, além de melhorar a remuneração do policial a partir da sua produtividade." Mais vaias...!
    Nem mesmo o fato de a governadora Ana Júlia Carepa ter garantido, também, uma série de benefícios para a corporação militar e servidores da Polícia Civil durante a solenidade cívico-militar alusiva ao Dia de Tiradentes, acalmou os ânimos dos manifestantes, a maioria parentes de policiais militares e civis. O governo de Ana Júlia faz por merecer...
    Só em 2009, segundo dados extra-oficiais, cerca de 30 policiais militares foram assassinados no Pará. Há um grande descontentamento na tropa. Centenas de praças são obrigados a fazer "bico", prestando serviços de segurança a terceiros, com riscos de vida, para aumentar seus rendimentos.
    É a segunda vez em menos de um ano que a governadora Ana Júlia Carepa recebe vaias em solenidade da Polícia Militar. Tamnbém já foi vaiada em Breves, onde enfrentou manifestação de alunos e professores.
    Pelo caminhar do andor, comandando um governo extremamente impopular, Ana Júlia corre o risco se ser vaiada até em festa infantil.
    A conferir.

    ResponderExcluir
  10. RESUMO DA PORTARIA N° 692/2010-SCCG, DE 20 DE ABRIL DE 2010.
    Nome: Everaldo de Souza Martin Filho
    Cargo: Chefe da Casa Civil
    N° de Diárias: 2. ½ (duas e meia)
    Origem: Belém/PA
    Destino: Santarém
    Objetivo: Para cumprir agenda como Secretário de Estado e participar de reunião junto a Prefeitura Municipal de Santarém.
    Período: 20 à 22/04/2010.

    ResponderExcluir
  11. Anônimo das 06:59:00, não posso deixar de evidenciar que a experimentada decepção imposta a todos os Servidores do Poder Legislativo pelo Presidente PEEMEDEBISTA, Deputado DOMINGOS JUVENIL, nos leva à dar ênfase à assertiva de que os homens passam e, no dizer de Hariou, as Instituições ficam para sempre. Mas, para que estas não pereçam ou se deteriorem, necessitam da seiva humana, dependem daqueles que a impulsionam e vivificam.

    Daí a grandeza do exemplo dos administradores do Tribunal de Justiça e do Ministério Público do Estado, nos quais existe a preocupação constante de proporcionar, com inegável e habitual respeito, a melhoria da condição salarial e da profissionalização dos seus servidores, a fim de que possam aprimorar a qualidade dos serviços que desenvolvem para a excelência da atividade fim da Instituição.

    Lá não há gestores do PT nem tampouco do PMDB!

    ResponderExcluir
  12. Caro Deputado, só peço ao Sr. que defenda com todas as forças pelo menos "uma NÃO aliança com o PT". Está muito claro que a Gov. tomou uma atitude desesperada e que a única salvação é uma aliança com o PMDB. A Gov. vai trair novamente o PMDB.Qual sua posição a respeito?Abraço

    ResponderExcluir
  13. O nome do Dr. JADER BARBALHO nunca poderá ser apagado da História da Polícia Civil, pois foi dele a iniciativa da Lei Orgânica da Polícia Civil - Lei 022/94, sancionada dias antes de afastar-se para concorrer ao Senado.
    E com ele no governo os servidores públicos estaduais sabem que seriam reconhecidos como trabalhadores e não como escravos.

    O governo ANA JÚLIA foi um fiasco para as Polícias Civil e Militar.
    Foi ótimo para meia dúzia. Na PM o comandante e seu Estado Maior.
    Na PC para o Delegado Geral que, como diria Romário, "calado é um poeta", a despeito de suas desastradas declarações em Brasília que repercutiram mal em todo o Brasil.

    ResponderExcluir
  14. Parcifal,
    Eu acredito em ti,no teu sentimento verdadeiro de rejeição a esse governo fedorento.
    Quanto ao Dr. Jáder, gostaria de ter esse mesmo sentimento de confiabilidade.Ainda não tenho.
    Voltar a dar apoio a essa Ana Julia será o fim da picada.
    Fale para o nosso Líder das consequências de um ato precipitado de apoio a essa corja do PT.Líder também é aquele que ouve as suas bases e escuta as vozes da rua,da esquina,do botequim.
    Vê lá em Dr. Jader.

    ResponderExcluir
  15. Só vaia..............................................................................

    ResponderExcluir
  16. Ela faz por onde merecer!!!!

    Gilberto Rodrigues

    ResponderExcluir
  17. Ao anônimo das 06:59:00,

    Entendo a frustração dos servidores da ALEPA pela não aprovação do PCCS. Todavia, é necessário que se faça uma análise mais isenta e profunda da causa que levou o plano a fazer água: o erro, talvez, foi tentar construir o texto do particular para o geral e envolver muitos atores nesta construção.
    O deputado Juvenil tinha a intenção de entregar o PCCS aprovado, mas, o rumo que as coisas tomaram, dificultou muito tal consequencia.
    Creio que o PCCS da ALEPA, que é uma Casa política, diferente do Poder Judiciário, poderá ter seu PCCS, mas, é necessário abrir mão do específico para que triunfe o geral.
    Infelzimente, 95% dos servidores da ALEPA não conseguiram ainda o seu plano, porque este tentou contemplar 5% que, embora possam merecer constar, deveriam entender que travariam o todo.
    Eu não gostaria que ao PMDB fosse debitada a fatura deste insucesso, pois o partido não participou de uma linha sequer do que foi elaborado e nada fez para evitar a aprovação.

    ResponderExcluir
  18. Ao anônimo das 11:23:00,

    De alguma forma, eu já comentei o assunto quando me reportei ao anônimo das 06:59:00.

    Reforço que não é possível fazer comparações entre a correlação de moveimentos do Poder Judiciário e de uma Casa política como a ALEPA.
    Você bem frisa: "lá não há PT e nem PMDB". E eu acrescento: lá não há partido algum; lá não há a imprensa a emitir versões preliminares contra os desembargadores; lá não há a correlação de forças na elaboração de um texto: ele é feito, aprovado no pleno e enviado pronto e acabado à ALEPA, a quem só cabe votar.
    O equívoco, na ALEPA, é de todos nós, pois, todos juntos, não conseguimos ainda elaborar algo que possa ir ao plenário.

    ResponderExcluir
  19. Ao anônimo das 12:43:00,

    Ela já traiu de novo. Logo no outro dia.

    ResponderExcluir
  20. Deputado, não é possível que a despeito da necessidade de o PMDB nacional estar com o PT, aqui no Estado o PMDB se aliar novamente com esta desgovernadora. Jáder arrisca-se se assim o fizer perder grande parte de seus eleitores tradicionais.Passeie nos Blogs, veja a rejeição,abra os olhos de Jáder.É preferível uma coligação com Jatene do que com esta mentecapta.

    ResponderExcluir
  21. Deputado PARSIFAL, em relação aos comentários postados às 18:11:00 e às 18:18:00, esclarecemos que uma Comissão Paritária composta por três Parlamentares e por três Servidores, foi designada, por sugestão do Deputado Salame, para elaborar o texto do PCCS do Poder Legislativo, missão que foi cumprida com plena observância aos aspectos apontados por Vossa Excelência como indispensáveis à regular tramitação do Projeto de Decreto Legislativo respectivo, o qual - após redigido dentro dos parâmetros elencados por Vossa Excelência, e com o mais amplo respeito à ética da legalidade e à ética da moralidade, foi entregue ao Presidente do Poder, Deputado DOMINGOS JUVENIL, que o recebeu das mãos do Deputado BOSCO GABRIEL, Presidente da Comissão de Constituição e Justiça, no dia 22 de março, sem que até agora se tenha, pelo menos, a consideração e o respeito de um posicionamento acerca do destino do Projeto retrocitado. Esses são os fatos, essa é a realidade! Obrigado!

    ResponderExcluir
  22. Muita sede ao pote!
    Essa é a razão do insucesso do PCS da ALEPA.
    Cargo de nível médio sendo transformado em nível superior, mesmo sendo a ascensão funcional vedada desde 88, entre outros absurdos.
    Mostra que Legislativo, mesmo desacreditado nas pesquisas de confiabilidade, ainda não é uma casa da mãe joana.

    ResponderExcluir
  23. Deputado, faço minhas as palavras de todos os comentários que expressam a insatisfação erevolta de nós paraenses com esta governadora e seu grupo. Avise ao Jader que ele perderá muito se apoiá-la pois além dela não cumprir nenhum acordo com ele e o PMDB, ele perderá muitos votos inclusive o meu.

    ResponderExcluir
  24. ANA JULIA JATOBÁ - A MADRASTA DO PARÁ.
    Itaituba-Pa

    ResponderExcluir
  25. ANÔNIMO DAS 20:31:00, no texto do Projeto de Decreto Legislativo que institui o PCCS do Poder Legislativo, elaborado pela Comissão Paritária, não há criação nem transformação de cargos, não se contempla quaisquer violações ás normas e princípios constitucionais ou infraconstitucionais. A proposição está redigida com absoluta rigidez na observância à ética da legalidade e à ética da moralidade. São esses os termos do Projeto que se encontra em poder do Presidente da Assembléia, Deputado DOMINGOS JUVENIL.

    ResponderExcluir
  26. Ao anônimo das 20:27:00,

    Ainda há fatos nestes fatos. Tenho conhecimento que depois que o que você narra ocorreu. Reiniciaram-se conversões, levadas a efeito por insatisfações, tentando-se, inclusive, um substitutivo.
    É fato ainda, e isto eu não pode ser subtraido da realidade, que o deputado Juvenil, ao constatar a imensa polêmica que seria a pauta em plenário, não se resolveu a encaminhá-lo até o momento.
    Eu não quero, e nem devo, discutir as razões do quadro funcional da ALEPA: este quadro precisa de um PCCS e o terá. Mas, se ainda não o tem, não é de todo maduro procurar a quem debitar a conta.
    É mais consequente verificar onde pousaram os equivocos do processo para não repeti-los na oportunidade em que ele vier.

    ResponderExcluir
  27. Nesta postagem , tive até agora que recusar 18 comentários. Todos poderiam ser liberados se não contivessem termos chulos demais.
    É possível dizer o que se pensa e eu publicarei, como tenho publicado, pois este espaço é para o debate, mas por favor, mantenhamos o estilo.
    Se alguém quiser refazer o seu comentário, dizendo a mesma coisa, mas retirando os termos de baixo calão, terei prazer em publicar.

    ResponderExcluir
  28. QUERO/LHE/DIZER;UMA/COISA/DEPUTADO/SE/O/PMDB/APOIAR/ESTE/DESGOVERNO/ELE/PERDE/TODOS/OS/FOTOS/DA/MINHA/FAMILIA/QUE/SEMPRE/APOIO/O/PMDB/DE/JADER/BARBALHO

    ResponderExcluir
  29. politica/no/pará/PMDB/JUNYOS/CPM/PSDB

    ResponderExcluir
  30. Reiteramos que o texto do Projeto de Decreto Legislativo, que institui o PCCS do Poder Legislativo, entregue pelo Deputado Bosco Gabriel ao Deputado Domingos Juvenil está redigido com rigorosa observância às normas e princípios constitucionais e infraconstitucionais e, portanto, não contempla criação nem transformação de cargos, elaborado que foi com amplo respeito à ética da legalidade e à ética da moralidade. Logo, não procede a afirmação postada às 20:31:00. Ademais, esclareça-se que todas as proposições legislativas submetidas ao Poder Legislativo passam pelo exame de admissibilidade sob os aspectos constitucionais, legais, jurídicos, regimentais e de técnica legislativa, na Comissão de Constituição e Justiça, da qual, inclusive participa o eminente jurista PARSIFAL PONTES, Parlamentar que orgulha a todos quantos labutam no Legislativo Estadual, por sua destacada intelectualidade e notável eloqüência: tribuno brilhante e arrojado! Ressalte-se, por fim, que acordo de liderança põe termo a qualquer pretensão de alteração da matéria em Plenário, desde que assim delibere o Colégio de Líderes. Isso é fato! Isso é verdadeiro!

    ResponderExcluir
  31. ANA SE DESESPERA E "BEIJA A MÃO" DO CORONEL BARBALHO, nada de novo nas eleições 2010 do Pará.

    Nunca vi uma eleição tão catimbada, onde os principais personagens dialogam, arquitetam, conchavam, tramam e decidem seus passos, estratégias e táticas a portas fechadas e sem comentários a mídia que, de tão dócil que está nada cobra, nada vê de errado neste deserto de informações numa postura que realmente dista muitíssimo daquela dos manuais do bom jornalismo investigativo e independente. Onde estão os tais formadores de opiniões que nada opinam? Ou talvez por nada saberem dos fatos ou estarem numa intimidade tão grande com os “graúdos” da política que sucumbiram aos seus “encantos” e “desejos”?

    Um desses indícios ou vestígios é a forma como a mídia alternativa e oficiosa tratou o “beija a mão” acima mencionado como uma ação de “grandes estadistas“, de um lado Ana Júlia como a “grande líder” e Jáder o “grande chefe dos chefes”. O que deveria ser visto como piada pronta tomou um “banho de loja (ou marketing)” e foi apresentado como algo “digno e natural“ de líderes civilizados e republicanos. Uma farsa! Um engodo! Uma brincadeira de mau gosto, caso não fosse tomado por sério pela mídia paraense, lamentável!

    O evento está, na opinião singela de um leitor de inteligência mediana, como este que vos escreve, certamente está circunscrito na velha prática da “república dos coronéis”, onde os líderes mais jovens e inexperientes ou com menos poder de “fogo e votos” vai ao mais forte, experiente e poderoso pedir sua permissão e apóio para essa ou aquela disputa eleitoral.

    Talvez o mérito dela, Ana Júlia, tenha sido o de resistir por mais tempo e resignação a enveredar por este lamentável caminho da velha política oligarca, logo ela que se dizia socialista e “guerreira”, acabou no lugar comum onde todos aqueles que desejam prolongar sua passagem pelo poder terminam por freqüentar, ou seja, os acordos espúrios e inescrupulosos com as velhas oligarquias.

    É realmente lamentável aonde a representante do PT chegou, daí pra frente não há limite para “ousar” para se manter no poder, ela e seu pequeno grupo de aproveitadores e saltimbancos.

    Mais estranho que isto só mesmo a postura da Professora Edilza Fontes, que dizem ser petista de carteirinha e é ex-DS, ex-PTP, ex-Escola de Governo, ex-candidata a dep federal e ex-expoente do governo petista, que foi também “beijar a mão” do Jáder para ajudar seu maninho reitor do IFPA e, principalmente, a sua propria candaidatura a deputada estadual.

    Logo ela que se diz petista com história (será por ser historiadora?), vai ao Jáder podendo solicitar apóio dos seus companheiros petistas Zé Geraldo ou mesmo Paulo Rocha que é o "cara" do Lula no Pará.

    A "baixinha" (como ela trata a todas e todos) parece mesmo é que fará uma campanha para muito além do PT, da esquerda e dos ideais socialistas que diz defender...

    Já ia esquecendo, o mais estranho neste episódio é ver uma petista, pedindo apoio a um pemedebista para interceder junto a um governo petista (Lula).

    Será que ela está tão desprestigiada no PT que ninguém lhe daria uma mãozinha? Será que o "beija mão" ela estaria é querendo alguns votinhos do PMDB abençoados pelo "coronel Barbalho"? Ou ela tá querendo mudar de partido numa possível vitória do pmdb em 2010?

    Quem puder responda!

    PS: Talvez a resposta ajude a responder o por quê da sangria desatada da professora Edilza em noticiar por primeiro o encontro supra e poder “informar” as opiniões e “visões” políticas de Jáder.

    Abraço e sucesso

    ResponderExcluir
  32. Deputado Parsifal, transcreve-se abaixo um importante trecho da JUSTIFICATIVA do Projeto de Decreto Legislativo, que institui o PCCS do Poder Legislativo, elaborado pela Comissão Paritária e entregue ao Presidente do Poder, Deputado Domingos Juvenil:

    "Destaque-se, finalmente, que, muitas vezes, para tornar o salário de um determinado cargo mais próximo do chamado padrão de mercado, aplicam-se adicionais diversos (gratificação disso, gratificação daquilo,...). Os chamados penduricalhos, como se diz na linguagem pública. E por aí vão e vêm os problemas de ordem interna. Contudo, em respeito ao princípio da moralidade da administração pública, a proposta ora apresentada não admitiu a contaminação do seu conteúdo com esses penduricalhos, afastando quaisquer privilégios indevidos e o mascaramento de violações ao texto constitucional e às normas infraconstitucionais".

    Portanto, Excelência, como se constata o texto do Projeto vai ao encontro das valiosas questões levantadas nos Comentários que fez às 18:11:00, especialmente quando coloca, com muita propriedade, que "o erro, talvez, foi tentar construir o texto do particular para o geral". E mais adiante arremata: "É necessário abrir mão do específico para que triunfe o geral". Assim foi feito!

    ResponderExcluir
  33. Assessores especiais: a farra de nomeações para o governo continua
    Escrito por Ronaldo Brasiliense
    Sex, 23 de Abril de 2010 10:26
    Bem que o governo de Ana Júlia Carepa (PT) tenta esconder, colocando as nomeações dos assessores especiais bem no finzinho dos decretos publicados no Diário Oficial do estado. Mas, não adianta: mais quatro assessores especiais foram nomeados hoje, 23, para a Governadoria do Estado. Está formado o maior exército dee cabos eleitorais do PT e agregados. Nunca antes na história do estado houve algo parecido. Cabos eleitorais - mais de 2.100 - pagos com o meu, o seu, o nosso dinheirinho. Pelos nossos cálculos, são mais de R$ 4.000,000,00 (Quatro milhões de reais) que o governo Ana Júlia gasta mensalmente em salários para manter essa horda de aspones. Em sete meses de campanha eleitoral, até outubro, serão R$ 28.000,000,00 (Vinte e oito milhões de reais) que o governo do PT gasta com assessores contratados única e exclusivamente para a campanha. Dinheiro para aumentar os salários dos professores, dos delegados e policiais civis e militares e do pessoal da saúde o governo da Ana Júlia diz que não tem. Para os assessores especiais brota dinheiro a rodo. Que o Ministério Público Eleitoral faça uma visita ao Palácio dos Despachos e procure alguém dessa turma trabalhando. Se encontrar alguém, nós pagamos o tacacá de brinde! Só não vale flagrar o ex-todo-poderoso Cláudio Puty ou o ex-líder na Assembléia Legislativa, Airton Faleiro. Se eles estiverem no Palácio, que por certo estarão fazendo uma pausa após percorrerem os municípios do interior, com diárias pagas pelo governo, com o nosso dinheiro, fazendo campanha política.


    Leia mais...

    ResponderExcluir
  34. Deputado Parsifal, na ocasião da promessa e do compromisso - que geraram tanta esperança e tamanha expectativa, o Presidente DOMINGOS JUVENIL tratava o PCCS do Poder Legislativo com robustecida convicção da justeza da sua implementação, como melhor caminho para renovar a debilitada auto-estima dos servidores e resgatar os seus mais profundos anseios de profissionalismo. Naquele momento, percebia-se a existência do espírito aberto, sincero e leal, para tecer a teia do verdadeiro reconhecimento dos ideais de valorização e permanente profissionalização dos servidores. O rumo, ao que tudo indica, foi desviado e o destino abandonado. No entanto, é notório que o Parlamento - quando quer e se quiser, é artífice e magnânimo na arte de agregar, reunir, juntar, enfim, articular, acomodar e traçar intelectualmente a superação das divergências que, normalmente, separam Deputados, Lideranças e Partidos Políticos, a fim de se unirem todos num só propósito e num só esforço comum: o de concorrer, sincera e lealmente, para a unidade, para a convergência do esforço comum, impelidos pelo desejo de dar conteúdo aos seus objetivos. Nesse contexto, os servidores da ALEPA ainda professam a fé na esperança da concretização do PCCS do Poder Legislativo. Isso mesmo, não há idéia que prevaleça sem o apoio da maioria. Ressalte-se, entretanto, que as maiorias não decidem o que é certo ou errado, sua consciência sim. A dúvida, inegavelmente, é a maior fraqueza de um homem! Então, vamos à obra da viabilização da tramitação e aprovação do PCCS do Poder Legislativo, fazendo o que devemos fazer para fazermos aquilo que queremos fazer.

    ResponderExcluir

Comentários em CAIXA ALTA são convertidos para minúsculas. Há um filtro que glosa termos indevidos, substituindo-os por asteriscos.